Luis Costa Vereador - Primavera do Leste / MT

Polícia deflagra operação contra “taradas”, acusadas de difamação na rede

Polícia deflagra operação contra “taradas”, acusadas de difamação na rede

A Polícia Civil em Sorisso (a 396 km de Cuiabá) deflagrou a operação Fake News na manhã de hoje (24) para combater crimes cibernéticos. O objetivo é investigar dois perfis em redes sociais que faziam acusações de estupro, abuso sexual e difamação. As páginas são denominadas “Taradas de Sorriso” e “Exposed”. As pessoas que criaram as duas paginas foram identificadas e hoje foram cumpridas buscas em suas residências, onde foram apreendidos celulares e notebooks.

A Polícia Civil trabalhou com inteligência e tecnologia para chegar aos autores e criadores das páginas. São mais de 40 vítimas que tiveram a sua honra maculada. Houve casos em que famílias se separam por conta das postagens de difamação.

De acordo com o delegado André Ribeiro, as moradoras dos imóveis estavam usando o Instagram e Facebook para denegrir imagens. Algumas foram acusadas falsamente até de estupro pelas redes sociais.

“A operação é para coibir aquelas práticas em redes sociais, difamação, calúnia e injúria que ocorreram em Sorriso. Hoje, com mandados de buscas apreendemos computadores e celulares. Essas pessoas já estão sendo investigadas e vão responder. Temos em Sorriso mais de 30 pessoas que foram vítimas dessas mulheres”, apontou o delegado.

O delegado destaca ainda as postagens causaram graves problemas no âmbito familiar das pessoas que eram expostas nas redes sociais. “São mulheres que criaram páginas e atingiram pessoas. Tiveram a honra e imagem denegrida perante a sociedade. Algumas até acusadas de práticas criminosas, abuso sexual, estupro. A nossa resposta está sendo dada e esses equipamentos serão encaminhados para perícia, mas nós já temos provas”.

Informações  RD News. 

Deixe uma resposta

8 + 2 =